segunda-feira, junho 16, 2008

Segunda-feira sonolenta

Não é pelo fato de acordar cedo, mas hoje o sono me domina. Assuntos variados estão na pauta do dia, mas tenho apenas 5 minutos, já que duas provas me esperam. E como diria Jack, vamos por partes.

A primeira eu iria implementar ontem, mas estou sem computador, mas na quinta-feira pela manhã vocês lerão o Papo de Seleção.

- Paraguai 2 x 0 Brasil. Coisa horrorosa. O bom foi ter visto minha afilhada e depois ver Turquia e Rep. TCheca, esse jogo mostrou o que é um time com vontade de vencer, raça, superar a técnica e enfiar o coração na bola. Com certeza o Dunga não viu esse jogo, até porque o treinador da seleção está sendo malhado, com razão, pela nossa dadivosa e imparcial imprensa.
Luxa neles! Olha o lobby!

Figueirense


Venceu, não convenceu, mas nessa altura do campeonato o importante são os três pontos, o resto é papo pro Campo Crítico. 3 x 1 no Sport Campeão da Copa do Brasil de Recife. A próxima peleja é contra o Cruzeiro, aí a casa já desanda de novo.

Avaí í

Vitória maiúscula do Leão da Ilha. Assisti o jogo no Bar do Pepe, aqui perto da Estácio, com um bom vinho de Nova Trento gelado e Pingo D'ouro como aperitivo. Uma exibição segura do time, com destaque pro lance do Válber, que coisa linda. O drible me lembrou uma história contada pelo meu ex-treinador de futebol, Carlos Mancuello, jogou nas seleções de base da argentina e veio dar aula de futebol aqui em Floripa, isso lá pelos idos dos anos 90.
Ele falava que o pai dele o levou para assistir a Santos e Boca na Bombonera. Ele era pequeno, e o lance que o marcou foi um drible do Pelé, que foi igual o do Válber. Era assim a descrição do professor "O Pelé fez a bola girar em volta dela, e o zagueiro nem viu por onde ela passou". Força Azzurra!

Criciúma


0 x 0 sonolento com o ABC. O importante foi não perder no campo, já que fora dele o desmanche só aumenta. Jean Coral, a promessa tricolor, foi vendido prum grupo de empresários e deve encarar uma nau com destino a Portugal.

Bateu o sinal. Amanhã tem mais. Telejornalismo é a disciplina que irá me tirar o sono hoje. Que beleza!

Nenhum comentário: