quinta-feira, julho 03, 2008

A catimba venceu a prepotência

Não era o resultado que eu queria, mas serve como lição.

- Se precisar fazer dois a gente faz. Se precisar fazer três a gente faz.

Mas no penalti, ali nos finalmente, fizeram?
Além da defesa do Fernando Henrique, valeu o gol do Cícero (o coração alvinegro nessa final).

O Fluminense poderia ter feito mais se jogasse pra isso. Desde os três a um o time baixou a velocidade, vide a demora do Fernando Henrique em bater os tiros de meta. A LDU não é nenhum Manchester, mas jogou pelo resultado, deu sorte em sair na frente e colheu os frutos. O fato de ter tidado foto com a camisa do Flamengo, que pra mim é uma provovação totalmente válida, ajudou eu acho, mesmo a imprensa e o time do Fluminense malhando o pau nos jogadores que fizeram isso e desrespeitaram o Tricolor. Será que eles queriam que vestissem a camisa do Flu? Piada.

Thiago Neves jogou a bola que sabe, que já andava sumida. Whasington, não a capital estadunidense, sumiu bonito. Dodô entrou, brigou e não acrescentou tanto. Pelo menos uma coisa o Renato Gaúcho fez, que foi tirar o Ygor e colocar o Dodô, alteração que nem deveria ser feita, era pra entrar com dois atacantes direto.

Mas é isso aí. LDU disputando o mundial de clubes em dezembro. Já entreguem a taça pro Manchester.

Venceu a catimba do Cevallos, a habilidade e velocidade monstruosa do Guerrón. Perdeu a arrogância do Renato Gaúcho e a falta de respeito ao adversário.

Parabéns Liga Deportiva Universitária de Quito.

A foto é do Guerrón, craque. O ponta direita clássico, ciscador, bom cruzamento e oportunista. Uma pena que vai pro Getafe, poderia reforçar muito time brasileiro ainda.


Crédito
Foto Agência AP


Quase acertei o resultado. =P

Um comentário:

Independente disse...

Desde que o Once Caldas ganhou a Libertadores que esta competição virou uma chinelagem...
Até Inter de poa já levantou a taça...

Abraço