quinta-feira, outubro 02, 2008

Chegou o iPhone

Mãe, eu não quero um desses no natal!

É bom avisar, já que ela disse que me daria um celular novo. A minha meta de celular perfeito, atualmente, é um que a bateria dure quatro dias, tenha rádio e câmera digital. Um desses e eu fico mais cinco anos sem trocar de aparelho.

O iPhone foi oficialmente lançado no último dia 25 de setembro pelas operadoras Claro e Vivo.

Mas chegou o iPhone, essa febre que nos seja empurrada goela abaixo em todas as propagandas de Natal. Serão planos mirabolantes para vender, vender e vender. E o pior, vai vender igual pão-de-queijo no Rud.

Até agora eu só vi um aparelho desses, do meu amigo Felipe. Tem várias opções muito boas pra ti ficar jogando, vendo orkut e até trabalhando nele. Mas ainda não é a ferramenta fundamental para que a humidade chegue ao nirvana.

Ouvi dizer que ele tem uma opção de bloqueio muito boa. Se roubarem e você acionar a oporadora, o iPhone trava de um jeito que nem levando nas assistências técnicas mais sinistras ele funciona. Isso é bom.

Mas eu digo novamente: Mãe, eu não quero um iPhone.

Um comentário:

Anônimo disse...

Caro jornalista tenho certeza que sua mão não dara, porem vai economizar para o fone do pediatra q vc tera q ter na certeira viu rsrsrsrsrrs e nosso fingerense, ja pensou o deule de titans amanha vasco e figieirense, bom como espectador o melhor para os dois times e não entrar em campo rsrrsrsrsr