domingo, março 29, 2009

Brasil empata com o Equador em 1 a 1

Seleção teve mais sorte que juízo


O Brasil, jogando um futebol como time do Dunga, conseguiu garantir um empate com o Equador em Quito. Era pro time local ter levado frouxo os três pontos. O culpado pelo empate foi o Júlio César. O arqueiro fez uma excelente partida, pegando bomba e chute a queima roupa. É disparado o melhor jogador do Brasil.

Alguns jogadores não estão aptos a vestir a camisa da Seleção Brasileira. Ora por não acrescentar nada, ora por prejudicar muito o time. Quem são eles? Ronaldinho Gaúcho e Felipe Melo.

Ronaldinho - Está em forma. Pega a bola e passa pro lado. Não dribla, não cria, não finaliza e não sai da moita. É banco no Milan, não está jogando nada e ainda é convocado para ser titular.

Felipe Melo - Invenção no maior estilo Professor Pardal. Um dos atletas mais indiscplinados no campeonato italiano e muito fraco tecnicamente, tanto ele como o Gilberto Silva. No gol do Equador ele deu um carrinho que me fez ter uma péssima lembrança. Lembram do corte do Raúl, do Real Madrid, no Vitor do Vasco e que culminou com o gol contra do Nasa? Pois é, o carrinho foi igual, seco.

E o Dunga ainda diz que pra chamar Ramires, Hernanes e Léo Gago tem que deixar o Kaká de fora.

Na quarta-feira o Brasil pega o Peru em Porto Alegra. Nada mais sugestivo.

Nenhum comentário: