sábado, maio 09, 2009

Boleiros da Bola - Jogo 4

Está cada vez melhor esse futebol

Empate técnico, é como podemos definir a partida deste sábado entre os Boleiros da Bola. O resultado saiu de placares estratosféricos para um 8 a 7 de muita competitividade, luta, quase empate.

O jogo

A partida foi até o oitavo gol no empate, 4 a 4, depois oscilou e o time laranja abriu 8 a 6. O time amarelo fez o sétimo e começou a pressão. O time laranja começou a cozinhar o jogo, segurar a bola e acabou vencendo a peleja.

Teve gols de todos os tipos. De fora da área, frango, humilhante, cagado e de extrema categoria. O que vale destacar, sempre, é o futebol bonito, bem jogado, os lances que fazem a diferença no jogo. O sexto ou sétimo gol do time amarelo foi uma obra de arte, não sob os olhos de um autor abstrato, mas do ponto de vista de um curador experiente. Carmelo partiu pela ponta direita, avistou ele, ele, sim, ele mesmo, Jorge Jr, que recebeu na entrada da área e de chapa, assim como Marcelinho Carioca contra o Santos, bateu no contra pé do goleiro Banko. Um gol importante, gol de quem conhece todos os gomos da bola, que sabe encaixar perfeitamente o pé na querida bola.

Outros gols

Cleber, o polivalente e regular, regular pra baixo, dominou na lateral e foi fazendo pianinho, duas vezes no joelho, e chegando na cara do Fernando Evangelista, que merece um parágrafo a parte, fuzilou para o fundo das redes. Carmelo também fez alguns gols, talvez o artilheiro do dia, um deles foi uma bomba rasteira que o Banko não pegou. Vale destacar algumas boas defesas do Banko, inclusive num chute do Jorge Jr, uma bomba do meio campo, que o goleiro espalmou, bateu no travessão e o arqueiro acabou batendo a cabeça na trave. Foi muito forte o chute. Scarduelli estava arisco, entrou driblando na defesa algumas vezes e fez um belo gol assim.

O GOL

Desta vez não foi o Maestro que fez o gol que mais chamou atenção do jogo, apesar do texto acima se esforçar em dizer o contrário. O goleiro Fernando Evangelista, num momento de rara infelicidade, foi tentar sair jogando rápido após um quiprocó na área. Eis que a reposição com a mão, que deve ser feita ou segurando a bola com a palma da mão, tocando o mínimo no pulso, foi feita de forma bizarra. A bola, que seria lançada para o Carmelo acabou no fundo da roseira do goleiro Fernando, um gol contra medonho, horroroso, que desestabilizou emocionalmente o time amarelo. Mais um lance que entrá com forço nos anais do Boleiros da Bola.

Bola Muito Murcha


Padilha. O pequeno garoto gremista criado na Azenha perdeu um gol incrível. Chegou a lembrar o glorioso Fellipe de tão feito que estava o gol. A bola estava praticamente dentro do gol e ele conseguiu jogá-la por cima. Craque. O Maestro também perdeu um gol sozinho.

Churrasco

Já está marcada a churrasqueira e no próximo sábado desfrutaremos de uma carne de gado nelore após o jogo. Cinco caixas de gatorede light também serão providenciadas além de um caminhão da Unimed em caso de pressão baixa.

Conclusão

Concluimos que (comece assim a sua redação de vestibular que a vaga é sua) o futebol está chegando, finalmente, no nível internacional. Tabelas rápidas, entrosamento entre os defensores, reposição de bola e lançamentos precisos.

Notas do jogo

Banko (7)
Padilha (6)
Diego (5)
Cleber (7)
Carmelo (8)
Fábio Lima (6)
Gonzalo (6)
Paulinho Evangelista (5)
Paulinho Scarduelli (7)
Jorge Jr. (7, mas merecia 10)
Philipp Robinho (6)
Alano (7)
Fernando Evangelista (-1)
Vicente (7)
Daniel Vicente (6)

Ficha Técnica

Time Laranja (8)
Banko; Fábio Lima, Cleber, Daniel Vicente, Philipp Robinho, Paulinho Scarduelli e Diego.

Time Amarelo (7)

Fernando Evangelista; Gonzalo, Jorge Jr, Vicente, Carmelo, Padilha, Paulinho Evangelista e Alano

Gols: Impossível anotar jogando, precisamos de alguém para fazer o scout
Boladas: Três! Uma do Cleber no Fábio, do mesmo time. Duas do Robinho, uma em mim e outra no Paulinho Evangelista
Cervejas: Participei de duas
Amendoim: Muitos pacotes.

PS: Não tivemos fotos nesta partida, o Diego levou a máquina sem pilha.

4 comentários:

Artur de Bem disse...

hahhahahahhahahahaha

q diabo... não deu de ir... até acordei, mas aconteceram imprevistos não esperados aqui em casa...

no próximo eu vou... com meu futebol, minha sede de jogar acumulada... me segurem!!!!

Diego Wendhausen Passos disse...

Marquei um dos gols e perdi uns três, o Cleber fez um gol a favor, que me lembro, e um contra (o primeiro do jogo), Jorge fez um, Padilha fez um, o Paulinho Scarduelli fez um ou dois.

Abraços e sábado que vem tem mais, na próxima levo uma máquina com pilhas com bateria em boas condições!!!

Cañas disse...

Apesar da derrota da nossa equipe, foi um bom jogo. Mérito aos adversários que foram mais objetivos.

Agradeço pela elevada nota, com a a qual nem concordo, visto que perdi gols que poderiam ter mudado a história da partida hehehe

Abraço a todos e já dei uma surra no meu filho pela choradeira que ele aprontou no momento da foto.

Como punição ele jogará como goleiro no próximo jogo e, se tomar algum gol, apanha.

Capaz...cuido bem da pequena criança...

Abraço a todos...

Carmelo Cañas

Vicente Figueiredo disse...

a nota do fernando (-1) foi sacanagem. Sei que já passaste pela disciplina dele e pensas que não terás mais aulas com ele. Mas sabes como a estácio é com esses remanejamentos de professores, vai que pegas o fernando pela frente novamente, vai saber...
TE CUIDA, MAGRÃO AEIIEH