quarta-feira, junho 10, 2009

Quem está pagando o 'resgate' do avião da Air France?

Do bolso de quem está saindo o dinheiro?

Navio levando parte do avião e sendo reabastecido em alto mar. Dinheiro de quem?

Do seu bolso. Você, aparantemente, não tem nada a ver com o acidente de um avião de uma empresa francesa que caiu em território, no meio do oceano, brasileiro. Ele decolou do Rio rumo à Paris, mas por motivos ainda desconhecidos o acabou caindo no mar. Ninguém sobreviveu. Desde então o voo 447 da Air France consome o dinheiro público.

O Brasil, junto com a França, iniciou uma grande busca para achar o avião e descobrir a causa do acidente. Peças da aeronave e corpos dos passageiros já foram encontrados e já estão tentando ser identificados. Para algumas famílias, como a da catarinense Deise Possamai, a dor da perda, apesar de imensa, diminui com a realização de um enterro. Mas para outras famílias, a demora na divulgação de informações já estão deixando-as exaustas. O caso de Isa Furtado Santana, mãe de uma das vítimas, preferiria que deixassem sua filha onde está. Respeita-se o pedido da mãe?

Não é falta de sentimento pelas vítimas, muquiranismo ou ser sempre do contra, mas essa questão financeira, por mais insignificante em se tratando de vidas perdidas, não será tratada por ninguém da mídia.

Crédito de foto
Foto da Marinha do Brasil


Este post faz parte da aula de Mídia Digital III

Um comentário:

Artur de Bem disse...

Concordo contigo!

É até válido que o exército, corpo de bombeiro, sei lá o que, ajude, um pouco, nas buscas. Acho até que é uma das obrigações deles. Ainda mais se tratando de uma questão internacional. Tem todo o caso da diplomacia entre os países.

Da mesma forma se um ônibus despencar de um barranco em uma BR o corpo de bombeiro irá ajudar e tudo mais. Dinheiro público.

Mas tudo tem limite.

Limite que os governantes não ligam nesse caso e não ligaram quando do caso do padre-burro-voador, por exemplo...