quarta-feira, julho 22, 2009

Boleiros da Bola - Jogo 15

Os Rédis são goleados pelos Bluus

O Daniel tirou a foto, mas aparece na foto do final do post

Um jogo com o desfalque de mais da metade dos Boleiros oficiais, mas que tem que ser
realizado, independe de como e com quem, todos os sábados às 11h da manhã no Playball. Assim foi a partida entre os Rédis e os Bluus.

O time azul da cor do mar goleou por 19 a 8, com direito a gol do goleiro artilheiro Banko, que retornou após um longo período tratando da sua lesão na cavidade testicular esquerda. O goalkepper ainda foi muito importante no jogo, fazendo defesas sensacionais e mostrando atravessar excelente forma de jogo, já que a física...

O número exagerado de gols, e a diferença no placar, se deu na divisão dos times. O
desconhecimento dos novos jogadores foi o fator principal para os Bluus levarem vantagem sobre os Rédis. O time azzurra tinha dois zagueiros e isso, no Boleiros da Bola, é 90% de chance de vitória.

Futebol Arte

O final do email da lista já diz "Não basta correr com a bola, tem que jogar bonito". Esse jogo, bonito, foi visto no último sábado. Show de balões - o vigéssimo do Cleber no Fábio Lima - para todos os lados, canetas a torto e a direita e até uma meia-lua, drible da vaca, anunciado. Mas esse último eu não me lembro bem.

Não tivemos lindos gols, desses que vale aquela descrição fidedigna e imparcial. Mas um dos 27 tentos chamou atenção. Foi belo e tudo, mas a raridade desse tipo de lance merece ser citado.

O Gol

Lá pelos cesquá minutos os Rédis, atrás no placar, subiram num contra-ataque rápido, estilo Caio e Roberto do Avaí. Cleber, como um jovem ponta-de-lança com dois pulmões, partiu pela direita em direção ao horizonte, porém, havia a linha de fundo no meio do caminho. Mais que depressa, não menos ágil, mirou seu olho castanho para o centro da área e observou a chegada a galope, em passos de rei, do Maestro Jorge Jr. no meio do quadrado pertencente ao goleiro Banko.

A bola cruzou os 15 metros rumo aos pés mais caros do Playball. Bico? Canela? Joelho? Cabeça? Barriga? Não!

Letra!

um pulo. O corpo e os pés fazem o pêndulo. O pé direito, tocando levemente com o calcanhar, empurra a bola para dentro das redes brancas de fio de nylon. Golaço!

Coletiva

Espaço para as considerações sempre precisas e verdadeiras do misto de goleiro-gandula-ponta-atacante-comedordefeijoada Diego Passos.

“Depois do futebol nada melhor que uma feijoada e uma pequena viagem a Lagoinha do Norte”, disse nosso peladeiro.

Repórter Boleiros da Bola: E o jogo de hoje, Diego?

Diego: Errei menos, mas perdi o compasso com o passar dos gols. Consegui evitar alguns gols, melhorei meu desempenho, mas ainda estou longe do ideal.

Repórter Boleiros da Bola: Você depois que foi para a linha, tentou bancar o Romário, mas perdeu pelo menos duas chances. E quando quebras esse tabu?

Diego: Pois é seu repórter, num dos jogos o Fellipe arrebentou, fez sete, e no seguinte, trave, traves final, já que não temos apito. Hoje foi difícil, acho que tinha um sapo enterrado na minha chuteira.

Repórter Boleiros da Bola: E como tem sido a vida de goleiro?

Diego: Preciso pegar um ritmo, no futsal tenho menos dificuldade, a trave é menor, aqui é mais complicado, tenho baixa estatura, a trave é grande, sabes como é, não sou goleiro por ofício.

Notas do jogo

Banko (8, voltou em grande estilo, com direito a gol)
Jorginho (7,5, experiência de ex-jogador)
Daniel (7,5, canetas e canetas)
Fábio Lima (6,75 no oficial, mas 7 pelo conjunto da obra)
Jorge Jr. (6,5, apesar da pintura de letra)
Cleber (6,5, irregular como as dunas da Joaquina)
Diego (6, bem +/- no gol e bem -------- na linha)
Scarduelli (6,5, mais pelo atraso)
Jean (8, jogador profissional não vale)
Amigo do Fábio (5,5, sentiu a pressão de jogar ao lado de craques)
Felipinho (5, se dizia o Clodoaldo, o foda, e chegou (e saiu) bêbado)
Alemão (6, rebaixado junto com o Marcílio Dias)

Ficha Técnica

Os Rédis

Diego; Amigo do Fábio, Cleber, Jorge Jr, Alemão e Felipinho

Os Bluus


Banko: Daniel, Fábio Lima, Jorginho, Jean e Scarduelli

Gols: três do Maestro
Cervejas: Um monte. O Fábio deixou duas pagas e foi saudado como Deus.

Foto do pós-jogo

Um comentário:

Sérgio Almeida disse...

Caro Jorge,na foto do time ,percebo que vc ficou sem "pescoço",creio q foi problema de iluminação ou postura,ja q vc me relatou que esta emagrecendo !!
Abraço!!