sábado, julho 11, 2009

Avaí perde para o Botafogo por 2 a 1

Leão perde a segunda seguida na Ressacada


O Avaí perdeu por 2 a 1 para o Botafogo, na Ressacada, pela 10ª rodada do Brasileirão. O Leão "assume" a lanterna de forma isolada. Mais uma derrota do time em casa e, principalmente, sem mostrar nenhuma vontade extra para o torcedor.

Eu não vi o jogo, mas ouvi e conversei com meu amigo Felipe, figura atuante nos comentários do blog e avaiano fanático. Estávamos na festa de despedida de outro amigo nosso e comentamos sobre a partida. Ele saiu às 18h para ir ao estádio e me passou a sua visão do que aconteceu na noite deste sábado na Ressacada.

O papo foi por telefone, com o Felipe ainda na fila, e perguntei sobre o que ele achou do time.

- O Avaí tem que mudar a postura radicalmente. Do jeito que está não dá. A gurizada nova (Roberto e Cristian) entrou muito bem e honraram a camisa. Os jogadores rodados não estão nem aí com o clube.

Concordo com a colocação do Felipe, já que foi notória, mesmo pelo rádio, a mudança do Avaí com a entrada do Roberto no time. Luis Ricardo teve suas chances, não marcou mais uma vez e deve ter encaminhado sua vaga no banco de reservas.

O primeiro tempo, segundo o Felipe e a maioria dos radialistas, foi ridículo. O Avaí mostrou tudo aquilo que a torcida não queria ver. A melhora na segunda etapa se deu com as mudanças do Silas.

Estreia do Roberto


O atacante Roberto, ex-Figueirense, estreou e mudou a cara do Leão. Serie ele a peça que faltava?

- Em 15 minutos o Roberto fez mais que os atacantes do Avaí nos últimos três jogos - disse o avaiano.

Para pensar

Perguntei se o Felipe ainda estava no estádio, eis a resposta.

- Frio, chuva e ver o time perder jogando mal, e ainda tem que pegar fila.

E o outro questionamento, sobre o Medina. Silas tentou explicar na sexta, mas não convenceu. Fico com a dúvida do amigo enquanto a isso.

- O Avaí não tem lateral. Ninguém sabe porque o Medina não joga.

Sai o Silas?

- A partir do momento que o técnico não tem mais o controle do para motivar e controlar o time tem que sair.

Na quarta-feira o Avaí enfrenta o Goiás, fora de casa, e a vitória é fundamental para a torcida, e time, voltaram a acreditar numa campanha melhor.

Um ano

Amanhã completa um ano da morte de Tullo Cavallazzi, o pai dos blogueiros avaianos. Uma pena que o Avaí não deu uma vitória como "presente" para o Maestro.

Crédito de foto
Foto de Ricardo Duarte

2 comentários:

Anônimo disse...

tava secando né, qdo acesso fica dias sem colocar uma notinha hoje pq houve um tropeço do avai que e o principal incetivador da campanha da rbs "crack nem pensar" tu logo coloca né.

Felipe disse...

Fico grato por me mencionar neste digníssimo espaço!! ehehehe
Realmente ta na hora de mudanças...sobre sair o tecnico ou não eu acho que dificilmente o AVAI acha outro tecnico melhor que o Silas, mas infelizmente hoje os jogadores brasileiros precisam de um "BBUUMMM" desses pra mudar o desempenho, e se a coisa continuar assim acredito que é o caminha...mas vamos aguardar estes dois proximos jogos fora de casa.

Amplexos!!