quarta-feira, outubro 21, 2009

Durou pouco. Figueirense perde para o Vila e sai do G-4


Durou uma rodada a estadia do Figueirense no G-4. O time perdeu para o Vila Nova por 2 a 1. Há derrotas e derrotas, mas a desta terça foi daquelas, assim como pro Campinense, circunstânciais para decidir os rumos da Série A.

Acreditava na vitória, tanto que a escalação de Jeovânio, barrando o Edson, parecia a melhor opção. O time do Vila não era rápido e morreu no segundo tempo, mas aproveitou duas falhas da defesa para marcar os dois gols. Jeovânio acabou não jogando nada, assim como o Maicon. Não acrescentaram, mas também não prejudicaram diretamente, apesar de ser dois jogadores a menos em campo. Já o Vila teve Alisson expulso e nem assim o Alvinegro conseguiu tirar proveito.

A volta de Rafael Coelho, apesar de ter perdido um gol feito, foi algo de positivo para o Figueira. Entrou com raça, sangue no olho e raiva. Quando fez o gol, extravassou com um soco no ar. Pode-se dizer que foi o destaque do time, já que Lucas, Egídio e Schwenck pareceram muito omissos, sem falar no caminhão de cruzamentos errados.

Contra a Ponte Preta, do iluminado Evando, a vitória é o mínimo que se espera. Roberto Brum falou que as vitórias escondem os defeitos, talvez seja isso o que esteja acontecendo com o Figueirense. É incabível que o time não consiga render contra adversários de menor qualidade. A estadia no G-4 durou só uma rodada, mas pode recomeçar no próximo final de semana. Mas viver de secar os outros, convenhamos, não é lá coisa de time que deseja estar na elite. Ou faz por merecer ou fica mais uma temporada na Segundona.

Pra fechar a noite o Atlético-GO contou com a ajuda do zagueiro Everaldo, do Fortaleza, para marcar um gol contra e colocar a equipe goianiense de novo no G-4, deixando o Figueira na quinta colocação, junto com a Portuguesa.

Crédito de foto
Foto de Carlos Amorim, do jogo contra o Juventude

Nenhum comentário: