sexta-feira, fevereiro 19, 2010

É caro assistir uma vitória tranquila do Avaí



Depois de um longo tempo fiz uma das coisas que todo torcedor de futebol gosta, que é ver o time no estádio. Fui pra Ressacada, acompanhando do amigo Cleber, de ônibus. Outra coisa que não fazia desde os jogos da Seleção. O 2 a 0, que garantiu o time na final, foi magro, sem sal, sem emoção, mas como disse o Felipinho — o importante são os três pontos.

Chegar cedo no estádio não foi tão novo, já que no Avaí 1 x 0 Grêmio eu cheguei cedinho na Ressacada, mas foi por causa do trabalho. Deu pra tomar umas na casa do Cleber, outras no Chapecó, aí já com a presença do Wild Bernardo, e só. No estádio não vende, infelizmente. Maldita proibição. Tu quer tomar umas com os amigos e não pode. Felipe Albertoni, parceiro do clicEsportes, também se juntou ao grupo com outro amigo.

O nosso ingresso era para o Setor C, coberto, cadeira, mas fomos pro B em busca de uma cuba perdida. Nada míseras. A volta foi de latão também, com bêbados falando alto, tomando cerveja e aquela alegria. Foi uma noite excelente.

Sobre o time, Leonardo joga com duas âncoras. Vandinho jogou pouco, mas fez muito mais que o Leonardo no jogo todo, isso que ele ainda fez um de pênalti. O Avaí cozinhou o jogo, se poupou, enquanto o Atlético de Ibirama só ameaçou no segundo tempo, mas faltou muito pra marcarem um gol.

Preços

O futebol é para a elite. Hoje, sinceramente, não daria para levar o meu filho ao estádio se ele pagasse ingresso. É um crime pagar R$ 60 para assistir uma partida no Avaí. Falo do Leão porque é o segundo ingresso mais caro do Brasil, perde só para o Corinthians.

Um copo de refri custa R$ 3, mesmo preço do churros. Cachorro quente é R$ 3,50 e a pipoca, aí num preço justo, custa dois pila. Vou fazer as contas com base só no que comi no estádio.

3,50 + 3 + 2 = 8,50

Aí multiplica por dois se tu for com uma criança. Dá 17 pila. Coloca uma entrada inteira e outra meia-entrada, que dá R$ 90. No total de tudo, sem somar gasolina, flanelinha, cervejinha antes, churrasquinho de gato, tu gasta incríveis R$ 107. Um absurdo!

Podem vir com história para se associar, blábláblá e o escambau, mas o camarada que ganha mil reais por mês vai matar 10% do seu salário num jogo só. Nem na Europa o futebol é só pra elite. O Avaí cresceu em estrutura, tá na Série A, Sul-Americana, mas está formando, assim como o Figueirense já criou, uma bela torcida de pijama. Ou até a geladeira, aquele que levanta no gol e fica quieto o resto do jogo.

Em tempo, fui ao jogo porque ganhei o ingresso. Só vou assim ou a trabalho. Posso pagar R$ 30 se comprar de estudante, mas mesmo assim acho muito caro. No Scarpelli é R$ 15 meia-entrada, valor mais do que justo. Em Joinville fizeram um estardalhaço porque aumentaram de 20 para 25 reais o ingresso. Dá até inveja.

Crédito de foto
Foto de Flávio Neves

3 comentários:

Alexandre Gonçalves disse...

"ver o time no estádio"? Mudasse de time ou errasse de estádio?

Jorge Jr. disse...

Torço sempre pelo time da casa.

Diego Wendhausen Passos disse...

Esse é o motivo do torcedor ter se afastado da Ressacada. A direção está fazendo um bom trabalho, as obras de manutenção do estádio estão saindo do papel, mas pisou na bola ao aumentar os valores da mensalidade. Custa muito ir aos jogos do Avaí, pagar R$ 95,00 é um valor fora de nossa realidade.

Espero que o presidente Zunino reveja esse ponto. Entendo que é mais cômodo falar, estar questionando, enquanto ele tem a tarefa de administrar o clube, que não é fácil.