segunda-feira, março 08, 2010

Só três clubes não trocaram de técnico no Catarinense

O Avaí, de Péricles Chamusca, CFZ Imbituba, do Joceli dos Santos, e o Metropolitano, de Roberval Davino, são os únicos treinadores que começaram a competição e se mantém firmes no cargo.

Com duas demissões nesta segunda-feira, apenas os três times citados acima não tiveram alteração no comando. Sérgio Ramirez saiu do JEC, com Mauro Ovelha, já pré-conversado, assumindo o seu posto no comando do time. Já em Ibirama, Gelson da Silva, que fez um excelente turno, foi demitido no Atlético.

Planejamento, resultados e visão de futuro. Acredito que estes fatores mantiveram os três treinadores em seus cargos nesse Estadual.

Chamusca chegou ao Avaí para ser o treinador do time no Brasileirão. Está montando a base para a disputa da Série A, mas ainda não caiu na graça do torcedor.

Joceli está no Imbituba há mais tempo, conhece como se trabalha por lá. Levou o time para a elite do futebol catarinense e tem total autonomia para trabalhar.

Roberval Davino é outro exemplo de comprometimento da direção com o técnico. Teve proposta para sair, mas ficou devido ao projeto oferecido. Tem um salário bom, deve só ser menor que o do Trípodi.

Em ordem alfabética, veja quem já trocou de treinador:

Atlético-Ib: Gelson da Silva > Indefinido
Brusque: Suca > Hélio Vieira
Chapecoense: Mauro Ovelha > Suca
Criciúma: Itamar Schulle > Wilsão > Argel (em breve)
Figueirense: Renê Weber > Márcio Goiano
Joinville: Sérgio Ramirez > Mauro Ovelha
Juventus: Nazareno Silva > Edson Belmonte > José Esdras

Nenhum comentário: