segunda-feira, outubro 18, 2010

Ingresso barato não é garantia de estádio lotado

Não quero ver a Ressacada vazia, longe disso, mas não sei se o torcedor avaiano, esse que deixou de ser sócio por causa do preço alto, da fila na Diomício Freitas, está realmente com vontade de apoiar o time nesse momento difícil. Será que não é muito tarde?

Pode ser uma proposta oportunista, desesperada e seja lá o que for, mas é, antes de tudo, necessária. O camarada que acha barato 30 reais para ver um jogo, e eu não acho, precisa rever os conceitos econômicos de quem é "Torcedor de Futebol", não espectador, consumidor e afins.

Ah, mas os salários dos jogadores são altos, são muitas despesas, e blá-blá-blá. São, mas a culpa, com toda certeza, não é do torcedor. E no final, seja em qual time for, é ele que vai ter que pagar a conta. Ora, pagar a conta por uma coisa que ele não quer. Como assim?

Será que o torcedor avaiano aceita pagar o salário, só pra não ficar em cima do muro, de Davi, Robinho e Rafael Costa? E os sócios, tão pintados de ouro durante o ano, como ficam?

Com certeza, não foi uma decisão fácil de ser tomada. Agora, o torcedor deve apoiar o time, mesmo com todo o ranso que foi deixado durante o ano que seria de glória para o clube. Tem que acreditar, mas desacreditando um pouco.

Um comentário:

Anônimo disse...

é o APAVORO amigo....
Se tu comprar um panetone do Avaí e uma camisa do Savio , entras jogando.

Daniel Vicente