quarta-feira, novembro 17, 2010

Brasil 0 x 1 Messi

Foi um jogo interessante, não chega no nível de jogão, mas as duas seleções mostraram que possuem um pontencial acima da média. O Brasil, com Neymar como titular, criou a maioria das chances, mas faltou finalizar com precisão.

A Argentina, por sua vez, tentava explorar os contra-ataques e os alas, principalmente a esquerda, já que André Santos e David Luiz, que jogam por lá, não são exímios marcadores.

O gol, um belo tento, saiu da genialidade e, da jogadinha manjada, de Lionel Messi. Entrou cortando da esquerda para direita e chutou cruzado, lance que ele faz todo jogo. Aliás, ele merecia ter feito um gol no primeiro tempo, pena que o chute foi pra fora.

A volta de Ronaldinho Gaúcho à Seleção Brasileira também foi boa, um pouco tímida, mas com mais movimentação do que quando tinha vaga cativa no time. Dá pra falar que ele voltará, com méritos, em outra oportunidade. Robinho, pra mim, está perdido no futebol, seja no Milan ou no Brasil.

O crime, que percebi neste jogo, foi saber que Neymar ficou treinando em junho enquanto a Seleção disputava a Copa do Mundo. O Dunga não deveria ter feito isso com o Brasil.

4 comentários:

Edinho Felício disse...

Crime mesmo é o Robinho ser titular, capitão e nunca ser substituído nessa merda de seleção brasileira. Não sei porque ele possui tanto prestígio, nunca fez nada de bom pela seleção. Seria banco e olhe lá, assim como no Milan. O Neymar deve ser muito importante pro futuro da seleção, só deve se jogar menos e manter a cabeça no lugar, terá um grande futuro ou não né, vide o próprio Robinho.

Jorge Jr. disse...

Edinho, concordo. Robinho é um peso vivo nessa Seleção. Falta peito para tirá-lo do time, deixá-lo pegar um banquinho, e aí sim ver se ele está afim de jogar bola.

Pelo que jogou hoje, sinceramente, era pra ter ficado na Itália.

Abraço

Anônimo disse...

No primeiro tempo contra a Holanda, na Copa, Robinho jogou muito. Mas só.
O Ronaldo Gaúcho é craque, mas falta seriedade a ele. Argentina tem que matar no primeiro tempo, sob pena de acontecer o que aconteceu. Ainda bem que era só um amistoso.
Douglas, meio campo do Grêmio, é a displicência em pessoa.
Concordo que o Brasil está bem e tem futuro, mas não nego que me apavoro um pouco em pensar que passaremos um tempão sem vencer uma Copa novamente.
Acabou aquela coisa de "basta querer que a gente ganha". Isso era na época de Rivaldo maravilha, Ronaldo Nazário magro e outros craques...
Agora é jogar com seriedade até o fim e lutar pelas vitórias. Ou ver os gringos levantando o troféu no Brasil em 2014.

Abraço...

Cañas

Felipe Matos disse...

Pra ti:

http://blogmemoriaavaiana.blogspot.com/2010/11/rogerio-avila-semeador-de-talentos.html