JEC: o time fora de série

Não deu. Era mais fácil ter vencido no campo, com um golzinho o time subiria para a Série C, mas não foi assim. Empatou, em casa, e viu o glorioso América-AM ficar com a vaga. A esperança estava no tribunal, esse que se diz fazer justiça.

O time amazonense atuou com um jogador irregular, não tinha nem o que contestar, mas os auditores empataram os votos em 2 a 2. Com a igualidade, o réu, o América, foi considerado inocente.

Estava errado? Estava. Porém, na minha avaliação, não sei se um jogador irregular é passível de anular um resultado, vide os exemplos de jogadores dopados. O time, quando vence, perde ponto? Não. Agora, o time ficar sem punição, aí sim isso é um crime. Passar batido, como se nada fosse nada, nos dá a imensa margem de pensar, e ver, que não vivemos num país sério.

Finalizando, bem feito para o Joinville Esporte Clube. Poderia ter subido sem passar a vergonha de buscar a vaga no tribunal. Vergonha, porque não conseguiu reverter a seu favor uma causa, que dependendo do advogado, poderia ser ganha.

Deveria ter vencido em casa. Só isso.
COMPARTILHAR:

+1

4 Responses to "JEC: o time fora de série"

Felipe Matos disse...

Lmbrando que o caso Edson galvão, do Figueirense, é o mesmo não? E o Figueirense tb foi absolvido.

Anônimo disse...

Lembrando também que o tal golzinho que faltou o Joinville fez sim na partida em casa. Mas foi anulado. Sendo que o Pantico recebeu a quilometros de distancia da linha de impedimento. Isso a nossa imprensa nao fala. Mas o JEC não é de chorar de erros de arbitragens, que acontecem pra todos. Mas quando o regulamento é violado, aí buscamos sim nos tribunais. E para sua informação, jogaodr irregular faz o time perder os pontos da partida sim, ou, no caso de um mata-mata, sofre a desclassificação. Vide caso Avaí e Rio Branco na Copa do Brasil 2007. E jogador dopado não é o mesmo caso. JOgador dopado não é jogador não inscrito na competição. Pensa um pouco.

Anônimo disse...

jornalista escrever isto, cara se recicle

Jorge Jr. disse...

Anonimamente ou não, valeu pelo recado.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial