quinta-feira, julho 21, 2011

Figueira foi time grande contra o varzeano Grêmio

Achava que a partida seria equilibrada, mas não foi. Nem de longe. O Figueirense postou-se como se esperava que o Grêmio entrasse em campo. Foi o dono do jogo, dominou a bola e, por incompetência e inoperância ofensiva, não conseguiu vazar o goleiro Marcelo Grohe. Foi um 0 a 0 excelente para o time gaúcho, mas lamentável para o Alvinegro. O Tricolor, por sinal, mostrou que vai brigar por nada com coisa nenhuma na competição.

Em campo, Fernandes mostrou que tem condições de jogar, mas é para tiro curto. Ele precisa aperfeiçoar a finalização, porque me parece que ele está com medo, um certo nervosismo, na hora do último chute. Por outro lado, Rhayner é jogador para contra-ataque, já que o único chute que deu, e era de uma posição boa, isolou de canhota.

Já Elias, o homem do pênalti, quis chegar por cima da carne seca. Porém, não contava que Marcelo Grohe defendesse o seu chute. O jogador vai ser importante, mas esse "ataque de personalidade" poderia vir com o tempo, não no primeiro jogo. O empate foi ruim, são menos dois pontos, mas é preciso vencer o América-MG no sábado. A água já chegou na canela.

Um comentário:

Felipe disse...

Cavalo Paraguaio??!?!
HAIuHAiuAHiua

Amplexos =)