domingo, agosto 14, 2011

O Avaí virou piada

Sem brincadeira, não dá mais para levar a sério o time de futebol do Avaí. Sai do carro para ir no Imperatriz, o da Mauro Ramos, com o placar de 0 a 0. Voltei no final do primeiro tempo e já estava 3 a 0. Fiquei sem reação esperando os comentaristas me explicarem alguma coisa.

O Semensati falou tudo: "se você parou de ouvir o jogo até os 27 minutos (meu caso), saiba que o Avaí está tomando 3 a 0 e poderia ser mais".

Há muita coisa errada. Não dá nem para duvidar disso. Espero ouvir os conselhos da querida Melissa Bulegon para ver se mantenho a minha opinião sobre o Alexandre Gallo. Acho que ele tem potencial, mas não para ser o salvador da pátria. Ao Avaí, minha dica é o Pintado! Ele não salvou o Figueira do rebaixamento, mas devolveu, mesmo em só quatro jogos, uma coisa que o Avaí mostrou levemente em alguns jogos, e muito pouco: a raça!

O 5 a 0 para o Cruzeiro é um placar exagerado, de criar uma crise monstro, mas também serve para acordar para a realidade. Não é normal ganhar do Corinthians, e não há quem me convença disso. O que não pode, e isso aconteceu do outro lado da ponte, é empatar com o América-MG.

Sobre a piada, ouvi do Hélio Costa no Papo de Redação:

- o Avaí é igual um golfinho
- Sobe, faz uma gracinha, e volta pro fundo

Nenhum comentário: