domingo, setembro 18, 2011

Falta muita coisa pro Avaí voltar a ser Leão


Hoje é um gatinho, desses mimados. Sim, falta qualidade dentro de campo e uma percepção de que não se faz nada sozinho. Promoções como as feitas para o jogo com o Palmeiras - terminou em 1 a 1 e esteve mais perto de perder do que de vencer -, mostram que o torcedor não esqueceu quem virou as costas pra ele. Com ingressos custando um quilo de arroz, pasmem, eu me pasmei, foram pouco mais de 8 mil pessoas à Ressacada.

Outrora caldeirão, quando a torcida incentivava os 11 que corriam de azul e branco no gramado, hoje a Ressacada é uma garrafa térmica com a tampa estragada. Culpa de quem? Da turma que resolveu economizar no palito para socializar os outros custos.

O jogo

Fui ao jogo com a minha prima Natália, avaiana dessas de perder a voz. Por sorte, ainda encontrei na file o Felipinho e o Eduardo, que me fizeram dar um chega pra lá na ressaca tomando uma cerveja com elas. Desceu redonda.

Tá, o Avaí começou o jogo enganando todo mundo que estava no estádio, já que fez o gol cedo e tinha um domínio do jogo. Porém, o que mais me chamou atenção foi depois do segundo jogador expulso do Palmeiras. O Avaí ficava trocando passe entre os zagueiros e um meia, hora Estrada ou Leandrinho, tentavam fazer a "ligação" com um balão pra frente.

Ora, não é preciso ser o Barcelona para trocar meia dúzia de passes certos e, nem que seja uma vez, criar chances claras de gol. O Leão teve duas bolas do jogo, com William e Cleverson, mas nenhuma delas entrou. Quer dizer, os dois erraram.

A postura do Palmeiras, depois do primeiro expulso, me impressionou pela entrega que o time teve. COmo exemplo, balão do Marcos pro ataque, aos 40 do segundo tempo, e o Kleber sai num pinote impressionante. Se o Bruno bobeia, era mano a mano. Outra, Marcos Assunção é um monstro. Me lembra muito um tal atacante, apelidado de Maestro, que joga toda segunda-feira às 23h30min no Kretzer.

Futuro

Do jeito que está, nem a Deus pertence.

Crédito de foto
Foto de Fred Tadeu/Avaí FC

Um comentário:

Felipe disse...

Dificil!!! MUITO dificil!!!

Sem mais...

Amplexos