segunda-feira, outubro 17, 2011

JEC, um time de Série B!

Acabou a gozação de ser um time fora de série. O Joinville, ao golear o Brasiliense por 4 a 1, fora de casa, conquistou o acesso à Série B do Brasileiro em 2012.

Acompanhando de longe, mas sempre atento na leitura, dá para cravar que o técnico Arturzinho tem papel fundamental nesse acesso. Se ele perdeu Lima, por contusão, soube tirar o melhor de Ronaldo Capixaba, que é o artilheiro da Terceirona.

Coincidência

Coube ao Brasiliense estar no caminho de mais um catarinense nessa história de acessos. Em 2008, o time de Brasília foi o convidado do Avaí para a festa da Série A.

2 comentários:

Igor sausmikat disse...

E Merecidíssimo,time que respeita a sua torcida e conta com o torcedor e fez de tudo pra isso,palmas para todo mundo em Joinville!
até um áudio farei no blog que tenho e com merecimento!
Enquanto isso aqui em Brasília,um bem feito danado e inclusive pra aqueles que acham que segunda 5 da tarde é horário pra jogo!
abraço e sensacional postagem!
Igor
meu blog: http://igoresportes.blogspot.com/ e no twitter @blogdoigor05 pra quem quiser seguir!

Diego Wendhausen Passos disse...

Legal ver o Joinville de volta. Espero que junto com o Criciúma, consigam vir mais fortes em 2012, para termos um campeonato mais forte.

Para o Avaí, será bom, pois terá que melhorar se quiser competir com a dupla tricolor e com o Figueirense, que vem em bom momento.

Quanto ao Figueirense, terá uma partida muito fácil contra o ex-grande Palmeiras (para quem depende de Mustafá, Palaia, Pescarmona e Tirone, amador é elogio). No time do Estreito, quem merece aplausos são o Jorginho e os jogadores, apesar de ter gente como o Nestor Lodetti na presidência. Acho que o Figueira é muito maior que esse sujeito, que alimenta intrigas entre torcedores, indo a rádios acusar apenas um grupo de torcedores e incitando a discórdia e tentando sujar a imagem do Avaí na mídia. Espero que ele seja afastado o quanto antes do cenário esportivo.

O campeonato do próximo ano tende a ser mais competitivo do que neste ano. O Figueirense, mesmo se perder bons jogadores, acho que consegue repor. Criciúma e Joinville tendem a melhorar, enquanto o Avaí deve reformular o projeto dentro e fora de campo, para manter-se na disputa.