sábado, setembro 21, 2013

Avaí de alma lavada

O ano do acesso, 2008, esteve em campo na vitória do Avaí sobre o Joinville - 2 a 1 na Arena. E a água que caía naquele ano, com os fiéis 7, 8, 9 mil torcedores foi igual, ou até maior, da que caiu na Arena.

A Ressacada tinha lama em campo, mas tinha uma raça parecida, curiosamente, com a aplicada pelos jogadores na vitória sobre o Joinville. Tá difícil subir? Muito!

O JEC está muito mais perto, e acredito que consiga, do que o Avaí. Mas não dá para duvidar do Leão. Quer dizer, dá. Contra o América-MG, no próximo jogo, eles podem jogar igual, mas aí vem um ABC, Oeste da vida e o time desaprende a ter raça.

Hoje, são quatro pontos distantes do pote de ouro. Não é muito, mas é difícil tirá-lo dos outros. Se um banho de abô ou de alecrim faz bem, imagina um de bola na casa do adversário.

Nenhum comentário: