quinta-feira, janeiro 28, 2016

Mídia: Fox Sports vende todas as cotas do Pacote Futebol 2016

O futebol dá dinheiro, tanto que os mais de 500 jogos programados para o ano pelo canal Fox Sports teve o seu pacote de cotas de patrocínio vendido. As marcas Caixa Ecônimica Federal, Mapfre Seguros, Nívea, Toyota, Ultrafarma e 188BET irão colocar suas marcas na emissora.

O canal não divulgou valores, apenas que o Pacote Futebol 2016 foi todo vendido, garantindo ao assinante, pelo menos, a certeza de que a equipe estará pronta para a temporada, que conta com competições nacionais e internacionais.

— O sucesso deste pacote comercial é muito inspirador para nós, reafirma a confiança dos anunciantes e suas agências na eficiência dos canais FOX Sports — afirma Gustavo Leme, VP Sênior Comercial e General Manager da FOX Network Group do Brasil.

A venda do pacote também dá um tapa com luva de pelica na "crise", já que as empresas demonstraram que colocar suas marcas em veículos de comunicação de nicho, neste caso o esporte, ainda gera retorno. O monstro que assombra as empresas de mídia, por mais que esteja sempre rondando, não é tão feio assim.

O Fox Sports tem o direito de transmissão das seguintes competições: Barclays Premier League (Inglês), Bundesliga (Alemão), Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil, Copa Bridgestone Libertadores, Copa Sul-Americana, Jupiler Pro League (Belga), Ladbrokes Premiership (Escocês), Liga BBVA (Espanhol), Serie A TIM (Italiano) e UEFA Europa League.

2 comentários:

Unknown disse...

E os clubes ainda sofrendo pra conseguir um patrocínio Master....mesmo os de série A e de estados como SP e RJ!!
O problema não é o produto futebol, vendido pela mídia e pelos clubes...o problema é a sujeirada e má administração dos recursos que os clubes fazem....diferente das mídias que agregam valor a marca. Ou não?!

Jorge Jr. disse...

Amigo, concordo com você! A gestão dos clubes, e são a maioria, é centralizadora em uma só pessoa - vide Eurico Miranda. E como pessoas assim tendem a não ser hábeis na arte de negociar, dá pra entender como para a televisão é vantajoso investir em futebol e os clubes brigam por migalhas por não saberem gerir o potencial que possuem.
Abraço