“O coro comeu na casa de Nóca nego, não teve jeito”.

É, a coisa foi feia na sede da Gaviões Alvinegros. Integrantes da “torcida” Império Alviverde do Coritiba jogaram pedras, paus, a mãe e tudo que viram, além de quebrar os vidros dos carros que estavam próximos a sede. Os relatos vindos de Curitiba dizem que a torcida Mancha Azul, do Avaí, escoltou os Coxas e assim, sem querer querendo, foram parar na frente da sede da Gaviões.

Eu fico feliz em ir ao estádio e voltar sem nenhum arranhão, mas ir pro campo em outra cidade, não ver o jogo, tomar cacete da polícia, não deve ser gostoso pra ninguém.

Por quê, por quê não vão ao campo torcer pro time, ver quem grita mais alto, quem tem mais balão, que toma mais cerveja antes, coisas que um torcedor faz quando vai ao campo com os amigos, o que é o meu caso. Por quê?

Não existe mocinho e bandido nessa história. A faca corta pros dois lados.