Tima Laranja toma uma surra do time Amarelo

Em pé: Banko, Vicente, Fernando Evangelista, Jorge Jr, Artur de Bem, Fellipe, Padilha e Gonzalo. Alongando os glúteos: Carmelo, Gui Vieira, Diego, Paulinho Evangelista, Cleber e Fábio Lima

Depois de partida equilibradas, jogos bem disputados, a coisa desandou no Boleiros da Bola. Na partida de sábado foi registrado a maior diferença de gols na nossa peleja, 10 tentos!

O time Amarelo goleou por 17 a 7, sendo que Paulinho Evangelista, segundo me confidenciou, marcou sete gols. A escolha dos times prejudicou o time Laranja, mas o espetáculo do futebol se manteve mesmo assim.

O Jogo

Os times começaram a partida com jogadores a menos, já que alguns Boleiros teimam em chegar atrasados, perdendo tempo e dinheiro. No aquecimento o time Amarelo fez quatro gols, e ficou definido que o empate favorecia a eles.

Assim que tivemos os times completos a bola pegou legal, mas a goleada do Amarelo já se desenhava, 6 a 1. Carmelo, o último a chegar, entrou no time Laranja com esse placar, se assustou, mas depois viu o time tomar mais 11.

Carmelo, mais tarde, participou como predicado em um frango do sujeito, e goleiro, Fernando Evangelista. O atacante chutou do meio campo após a saída de jogo, um chute xoxo, sem muita potência, mas que virou gol. Fernando, que deve ter visto a apresentação do Ballet Bolshoi no WTTC, tentou imitar um pas de deux e acabou tomando um belo frango com caldo Knorr.

Troca-troca

Não deu certo a opção de trocar os jogadores para equilibrar o jogo. Diego e Fellipe inverteram as cores, mas pouco mudou, aliás, Fellipe até fez gol jogando pelo time Amarelo. Mas a zaga do Laranja também estava fácil de passar, já que o sambista Artur de Bem, que se mostrou realmente ser só sambista, falhava com certa facilidade. Vale ressaltar que o nobre De Bem arriscou belos passos de gafieira em suas investidas ofensivas.

Pra não dizer que não falei das flores

Todo jogo sempre tem um lance especial, desses lances que só um Maestro que empunha a sua batuta com classe sabe fazer. O time Laranja corria atrás do resultado, mas tinha dificuldades em armar e finalizar as jogadas, coisa pouca. Num dos ataques a bola ficou pererecando na área, até que o Gui Vieira chutou, Fernando defendeu com o pé, e a bola sobrou sozinha, linda, pedindo para acariciar as redes. É nessas horas que aparece o pé salvador, acalentador, que com um biquinho de categoria empurra ela para dentro do gol. O autor do tento? Ele, sempre ele, Jorge Jr, o Maestro.

Linguiça

Próximo jogo, com a renda extra que foi arrecadada, degustaremos uma linguiça, diretamente vinda do México, apos o jogo. Todos convidados.

Goleiros

Determinação do STJD. A partir do próximo jogo o valor dos goleiros será reduzido em 50%. A presença em campo deles está caindo o nível, tanto que passarão a contribuir com R$ 5.

Notas do jogo

Banko (6)
Padilha (6)
Cleber (7)
Diego (4, muito mal nos dois times)
Gonzalo (7, não comprometeu)
Fernando Evangelista (7, mas merecia menos)
Jorge Jr. (5, mas merecia 10 com estrelinhas)
Gui Vieira (6)
Fábio Lima (5, virou a casaca)
Fellipe (5)
Paulinho Evangelista (8, artilheiro)
Carmelo (6)
Artur de Bem (Merece um Dó Maior Sustenido)
Vicente (Sem nota, precisa passar no anti-dopping primeiro)

Ficha Técnica

Time Amarelo (17)

Fernando Evangelista; Gonzalo, Vicente, Cleber, Japinha (Fábio Lima), Diego (Fellipe) e Paulinho Evangelista.

Time Laranja (7)

Banko; Artur, Jorge Jr, Fábio Lima (Carmelo), Fellipe (Diego), Padilha e Gui Vieira.

Gols: Paulinho Evangelista fez sete, foi o artilheiro do jogo.
Cartão Amarelo: Padilha, mão na bola
Cervejas: Tinha três no meu nome

Fotos


Você pode ver as fotos do jogo entrando no álbum dos Boleiros da Bola no flickr. Todas as fotos são de Guilherme Lira.