Quanto vale uma camisa?

O valor não é o da peça, mas estampar uma marca na camisa de um clube. Os valores que Avaí, Criciúma e Figueirense recebem são diferentes, e pro próximo ano haverá uma disparidade ainda maior nisso.

Não sei quanto os times recebem da Carvão Mineral, Taschibra e Pauta, sem falar nos outros que lotam os uniformes, como Unimed, ProImport, VVoa, Andra, Librelato, Copel e outros.

Se fechar, e a informação é da Gazeta Esportiva, o Avaí pode receber 3,6 milhões de reais por ano da LG, mesma patrocinadora que paga ao São Paulo, segundo dados de 2007, 15 milhões por ano. Para o Boca Juniors, o time mais popular das américas, o valor é de 2 milhões de dólares. Convertidos para o real, cotação de 24 de novembro, o time argentino recebe 3.452.000,00 enquanto o Avaí levaria cerca de 150 mil a mais.

É possível isso? Sim. A marca Avaí está valorizada, diferente de Criciúma e Figueirense. Mostrou nesse Brasileirão que é rentável investir num time que dá retorno de mídia espontânea e fidelidade do torcedor. Não que tenha mais valor que a do Boca, e isso ainda está bem longe, mas a realidade dos mercados são diferentes e por isso há essa semelhança.