Se comparacemos o futebol apresentado contra o Brusque com o de hoje (quarta) contra o Juventus, na malinagem, daria pra dizer que a new generation do Avaí faltou aos treinos da semana. Jogou mal, criou pouco e teve no goleiro Renan o seu destaque, além do zagueiro artilheiro Gabriel.

Nem o fato de fazer o gol após estar perdendo, com um a menos, deixou o empate com um gostinho de vitória. Foi um ponto por um ponto.

O Juventus, que perdeu na estreia para o Metrô, me surpreendeu. Vai brigar para não cair, talvez até com o Criciúma, mas é um time ligeiro, com o Ramon (esse aqui) e o goleiro André, que ainda pertence ao Avaí, fazendo uma excelente partida.

O que deu para perceber no jogo é que o atacante Roberto, que poderia ter ido para o Coritiba, é um jogador de segundo tempo. Não tem aquela bola para atuar durante os 90 minutos. Odair e Gustavo também estão "fora de prumo".

De bom, além do Rodrigo Thiesen, que acabou sendo expulso, tem o Johnny e a presença do Chamusca, já que era o mínimo que ele poderia fazer. Para sábado, contra a Chapecoense, é time completo, acredito que com Sávio no time, e o treinador no banco. Vai ser um jogão, já que o Verdão também venceu.

Crédito de foto
Foto de Luciano Moraes