Ruim não foi só ter perdido para o Náutico, mas ter se perdido quanto ao esquema tático, técnica e outras tantas nuances que existem numa partida. Lucas, que fez o gol, também cometeu um pênalti amador. Poderia, se continuasse no cai-cai, ter sido expulso. E aí?

Perdido, mas ainda dou um crédito, estão Marcelo Nicácio e Willian. Ou eles não podem jogar juntos ou nenhum deles deve entrar em campo. A dupla, definitivamente, não engrenou. Héber, da base, não é o cara para substituí-los, tampouco o Júnior Negão.

Fernandes, que precisa ser titular para o meio ter alguém que crie, também não foi bem. Ritmo de jogo vem com sequência, não com um sim e outro fora. Maicon, mais uma vez, sem palavras. Falta muito, muito pra ele ser titular do Figueirense.

Desmanche? Não será de todo o ruim tendo em vista o elenco atual. Peças esquecidas no elenco, quem sabe, podem ser uma solução. O que não se deve, e é o que temo, é a saída do Márcio Goiano. Aí será um novo tiro no pé.

O jogo desta terça-feira não lembrou em nada esta partida aqui.