O goleiro Renan é fruto de um trabalho bem feito na base. Três goleiros do Avaí, incluindo o novo preferido do Mano Menezes, passaram pelas mãos do preparador de goleiros Marcos Cardoso, hoje no Catar.

Na hora da convocação eu estava no carro indo para o prédio do DC. Minha mulher vibrou como um gol quando saiu o nome do Neymar - ela não é fã de futebol, mas sabe quem é bom e ruim. Ao ouvir o nome do Renan, exclamei: AVAÍ!

Olhei pro Théo, descendo na rótula de acesso ao Angeloni de Capoeiras, e fiquei falando "é o goleiro do Avaí!.

Há um bom tempo eu não sorrio com vontade de futebol, o fato de meu pai estar no hospital é um deles, mas hoje, sabendo o quão avaiano ele é, não deu pra segurar o sorriso, a alegria de ver alguém daqui defender a Seleção Brasileira. Mano Menezes, no seu abre-alas, matou a pau.

Vou critíca-lo e breve, é óbvio, por interesse de empresários nas convocações, mas na sua primeira lista, com Hernandes, Meninos da Vila e Renan, ele está de parabéns. Ele só não, mas todo a nação avaiana. Felizmente, ou infelizmente, acabou o "ex-figueirense" na Seleção. O Avaí, com o Renan, entrou para a nossa, que é a mais importante, história.

PS: Parece mentira, mas não é. Ontem minha irmã falou que o Renan iria para a Seleção. Meu pai e minha mãe são testemunhas.

PS2: Meu pai acabou de falar: ele vai pro São Paulo.


Crédito de foto
Foto de Flávio Neves