O Avaí que venceu o Ceará, ontem, foi o que venceu o Santos no Pacaembu e que chegou na zona da Libertadores. Incrível a mudança de atitude, e de postura ofensiva, dos jogadores. Não dava para ter jogada daquele jeito contra o Vitória?

Quebrou-se o jejum de vitórias, ainda bem. Agora, Edson dos Santos vai de sangue doce, com adoçante, pegar o Fluminense. É lógico que se espera uma derrota, não dá para colocar o Avaí lado a lado com o líder, mas um empate maroto, com o time bem fechadinho, com Roberto puxando os contra-ataques, pode ser que aconteça aquele crime perfeito.

Dos 5 a 0 no Ceará, destaque pros 4 mil torcedores. Esses, sem dúvida, evocaram os espíritos da Série B de 2008, tempo da Nossa Senhora da Ressacada. O jogo de ontem foi até diferente, mas me lembrou muito o 4 a 1 no Bahia. É um bom sinal.

PS: Se você leu o título deste post em algum jornal, não me chame de plagiador. Eu que fiz.