Empate com gostinho de vitória, esse gosto que os avaianos não sentem há mais de um mês. A boca chega a salivar, mas os três pontos gordos devem, se tude der certo, vir diante do Grêmio.

Renan, que defendeu até pênalti do Rafael Coelho, garantiu, na minha visão, o ponto do Avaí. Voltou a jogar bem, assimilou bem a mijada dada pelo treinador durante a semana.

Antônio Lopes mudou o esquema, largou o vencedor (de outrora) 4-4-2 para o 3-6-1, que não deu tão certo, principalmente pela pressão do Vasco no início do jogo. Preocupa, principalmente pela entrevista no intervalo, a situação de Vandinho. Parece, pelo ano que vive, ser o novo Fernandes.

Foram quatros pontos ganhos em cima do Vasco, o que é bom, já que o clube carioca é um adversário direto na briga para não cair. Não dá para sonhar com algo a mais sendo PC Gusmão, o empatador, o técnico. Caio, com o gol, mostrou a insatisfação vencedora de quem quer jogar. Sávio, de novo, não brilhou.

Crédito de foto
Foto de Alexandre Loureiro, FOTOCOM.NET