O Brasileirão ainda não chegou na metade, mas já dá para prever algumas coisas que devem acontecer mais adiante. Não é secar, jogar contra ou criar complô, são fatos!

Pela missão difícil de recuperar os destroços do Titanic Avaí do fundo da tabela, Gallo não vai terminar o ano no comando do clube.

Mesmo fazendo uma campanha satisfatória, sendo amigo do rei e dos "amigos", o técnico do Figueirense no final do ano não será o Jorginho.

Como disse, não é criar polêmica, torcer por derrotas e tal. Os dois professores não terminam o ano por aqui. Eu quero ver os dois times na Libertadores de 2012, mas é um sonho.