Para bom entendedor nem uma palavra basta. Observando a reação do jogador a uma pergunta feita por um amigo no Facebook, ali mostra o total descontentamento dele com o banco de reservas. Reinaldo queria jogar e Jorginho não o via como peça fundamental no time titular.

Como o Bahia deve ter oferecido uma grana interessante, vale o risco de sair do Figueirense e aceitar brigar por posição com o Souza, onde o Reinaldo leva grande vantagem.

Voltando ao motivo, a resposta dele a um amigo disse tudo. Traduzo ela aqui:

Leonardo da Costa - patrão, patrão, cadê tu?

Reinaldo - Coé, Léo! Estou aqui. Tô tentando uma brecha aqui (no time), mas o cara (Jorginho) é japonês, você tá ligado. Medo demais (retranca?). Rei.