Olá amigos do PapoFC. Meu nome é Roberto Rivelino Ezequiel, tenho 24 anos, e moro em São José. Sou um zagueiro mal resolvido e pouco habilidoso, aposentado por causa do menisco da perna direita. Talvez a maior decepção do meu pai, meio-campo invocado e driblador, tenha sido minhas habilidades em campo, mas compenso com a paixão pelo mesmo time, o Figueirense, e as conversas do futebol quando estamos indo para casa.

Nunca fui muito adepto da escrita, preferia a leitura, mas sou adepto da tecnologia e digitar é bem melhor.  Desde já peço desculpas aos habilidosos da língua portuguesa, mas farei o meu melhor, tentando ferí-la com o maior respeito.

Há algum tempo, tenho buscado algum meio de difundir a minha visão de torcedor do futebol, aqui não mais do Figueirense, até que encontrei o PapoFC com os textos do jornalista Jorge Jr. e resolvi tentar contato. Enviei-lhe um e-mail, que prontamente foi respondido, com a afirmação de que “sim, eu poderia escrever para o seu blog". Foi uma honra e um desafio, mas vou enfrentar com coragem e mostrar a vocês uma visão simples e objetiva, que talvez resuma tudo que você pensa, mas que por algum motivo não consegue expressar.

Este sou eu e esta é minha vontade. Usarei deste veiculo com muito respeito e espero não decepcionar a vocês, e nem ao Jorge, que me aceitou sem mesmo ler um texto meu.

Nota do bloguista: Um camarada com o nome de Roberto Rivelino, mesmo que não seja um craque em campo, merece respeito. Vejo com bons olhos a chegada de alguém para escrever no blog, principalmente porque fiz igual ao Riva quando entrei na faculdade. Entrei em contato com o Edu César, do Papo de Bola, e ele me deu um espaço no site dele. O Papo FC foi o "passo maior que as pernas" da extinta coluna Papo Catarinense. Rivelino, é tudo contigo.