Nunca neste Brasileirão os dois times da Capital estiveram tão distantes um do outro. O Figueira é o quarto (pode cair duas posições), enquanto o Avaí é o lanterna (não podendo mais cair, exceto para a Série B).

Jogando em casa, com o apoio mixuruca do torcedor (no número de presentes), o Figueira venceu o Atlético-MG de virada, 2 a 1, e chegou aos 13 jogos de invencibilidade. Esse não é motivo pra superlotar um estádio? É, mas não é o que se passa no Scarpelli. Se compararmos com o que o Avaí fez na Copa do Brasil, o Figueira fica abaixo do ridículo.

Em São Paulo, nenhuma surpresa. O estoque de biquinhos do Avaí acabou no turno, e foram bem poucos. O Tricolor fez 2 a 0, com o Leão mantendo a "excelente" média de dois gols sofridos por jogo. É uma vergonha? É! Está rebaixado? Matematicamente não, mas acredito que não exista alguém ainda acreditando na volta de Jesus à Terra. Aliás, a lanterna passou a ser azul, que fase!