É cedo? É. Mas duas derrotas e uma vitória em três jogos, para uma equipe que entra como favorita ao acesso, preocupa. O Avaí foi quase nulo e perdeu por 1 a 0 para o Botafogo-SP, na Ressacada, gol de Elicarlos. Três pontos em nove não é bom.

Geninho chegou após o Estadual, o tempo para treinar no meio da competição é curto, o Avaí até teve um tempo a mais entre a derrota para o Paraná e a de hoje, mas não evoluiu em nada. Pelo contrário, conseguiu ser presa para o time de Claudinei Oliveira.

A expulsão de Arnaldo no primeiro tempo prejudicou, lógico, mas até ali o Botinha era quem criava e assustava. Os laterais são um ponto fraco no grupo, ao menos no time que joga, e o meio-campo, talvez com o maior nome entre todos os elencos da Série B, não faz jus ao investimento e à bola que sabe-se que pode sair dali. 

Sábado tem mais jogo, de novo em casa, e média de ganhar uma e perder duas não leva a lugar nenhum. Geninho tem que enxergar quem pode render de verdade em campo, sem enganar. Reforços são necessários? Com a bola atual dos jogadores, é mais do que necessidade.

É o começo, como disse acima, mas é preciso acelerar o futebol dentro de campo e mostrar, além do resultado, algo que o time pode mostrar. Se não souber mostrar, meus amigos, aí a gente precisa rever nossos conceitos de futebol. Essa turma toda não pode ter desaprendido. 


Crédito de foto

André Palma Ribeiro/Avaí FC